(11) 2255-0649 | 3441-4669

Impermeabilização de Caixa d’ água e Reservatório

 

Antes

Depois

Antes

Depois

Antes

Depois

DIFERENCIAIS DE NOSSA EMPRESA:

1Equipe técnica Qualificada.Todos os colaboradores com curso no Senai.

2RESPONSÁVEL TÉCNICO REGISTRADO NO CRQ.(Conselho Regional de Química)

3SUPERVISÃO TÉCNICA DE PROFISSIONAL REGISTRADO NO CREA(Conselho Regional de Engenharia e Agronomia)

4-Experiência de mais de dez anos.

5Certificações PMCSO E PPRA E ASOS EM DIA.

6-TREINAMENTOS EM NR33(trabalho em espaço confinado) E NR35 (trabalho em altura).

 

 

VANTAGENS EXCLUSIVAS:

1-RELATÓRIO PÓS OBRA COM FOTOS DO PASSO A PASSO DO TRABALHO (ANTES E DEPOIS).

2-CERTIFICADO DE GARANTIA DE 5 ANOS 

3-CERTIFICADO DE DESINFECÇÃO DO RESERVATÓRIO.

4-LIMPEZA DOS RESERVATÓRIOS IMPERMEABILIZADOS APÓS 6 MESES COMO CORTESIA.

5-EM CASO DE CONDOMÍNIO, IDENTIFICAÇÃO DA TUBULAÇÃO ATRAVÉS DE ETIQUETAS ADESIVAS.

 

 

Conheça Algumas razões para impermeabilizar sua Caixa d’ água

A Impermeabilização de caixa d’água é muito importante por vários motivos como por exemplo:

Perda de água;

Mistura de resíduos na água;

Problemas com as Bombas de recalque;

Comprometimento da estrutura, etc

Impermeabilização de caixa d’ água de Qualquer Dimensão

 

Torres de àgua

Empresas

Impermeabilização de castelo de água.

Impermeabilização de Caixa d’ água de condomínios.

Escolas

Empresas

Impermeabilização em caixa d’água montada em Torre.

Residencias

Industrias

Impermeabilização de caixa elevada.

Segurança e Profissionalismocaixa3

CONFIRA ALGUNS TRABALHOS REALIZADOS

CPTM

CONSTRUTORA OAS

COLONIA DE FÉRIAS DOS ENGENHEIROS DA SABESP

CONDOMÍNIO CALDER

TRANSPORTADORA ATLAS

Normalização

No Brasil, a impermeabilização ganhou especial impulso para a sua normalização com as primeiras obras do Metrô da cidade de São Paulo, que se iniciaram em 1968. A partir de então, iniciaram-se as reuniões para criar as primeiras normas brasileiras de impermeabilização na ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

A publicação da primeira Norma Brasileira de Impermeabilização aconteceu em 1975, mesmo ano da fundação do IBI – Instituto Brasileiro de Impermeabilização, instituto responsável pela disseminação da importância da impermeabilização na construção, que prossegue até os dias de hoje.

Projeto e Norma ABNT

Um projeto de construção civil contempla diversos projetos tais como hidráulica, elétrica, acabamento e deve contemplar igualmente um projeto de impermeabilização. O profissional encarregado de planejar a impermeabilização deve desenvolvê-lo em total conformidade com os aspectos normativos da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Desde o dia 17 de outubro de 2010 entrou em vigor, a nova norma ABNT NBR 9575:2010, que estabelece as exigências e recomendações relativas à seleção e projeto de impermeabilização. A nova norma estabelece requisitos mínimos de proteção da construção contra a passagem de fluidos, bem como os requisitos de salubridade, segurança e conforto do usuário, de forma a ser garantida a estanqueidade das partes construtivas que a requeiram.

Tipos de sistemas de impermeabilização

Os sistemas de impermeabilização podem ser classificados em rígidos e flexíveis e estão relacionados às partes construtivas sujeitas ou não, a fissuração.

Impermeabilização rígida

A impermeabilização rígida é aquela que torna a área aplicada impermeável pela inclusão de aditivos químicos, aliado à correta granulometria dos agregados e redução da porosidade do elemento, entre outros. Os impermeabilizantes rígidos não trabalham junto com a estrutura, o que leva a exclusão de áreas expostas a grandes variações de temperatura. Este tipo de impermeabilização é indicado para locais que não estão sujeitos a trincas ou fissuras, tais como:

  • Locais com carga estrutural estabilizada: poço de elevador, reservatório inferior de água (enterrado);
  • Pequenas estruturas isostáticas expostas;
  • Condições de temperatura constantes: subsolos, galerias e piscinas enterradas, galeria de barragens.

Impermeabilização flexível

Impermeabilização flexível compreende o conjunto de materiais ou produtos aplicáveis nas partes construtivas sujeitas à fissuração que podem ser divididos em dois tipos: moldados no local, chamados de membranas e também os pré-fabricados, chamados de mantas.

Os materiais utilizados para impermeabilização flexível são compostos geralmente por elastômeros e polímeros.

Os sistemas pré-fabricados, como a manta asfáltica, possuem espessuras definidas e controladas pelo processo industrial, podendo ser aplicados normalmente em uma única camada.

O sistema moldado no local que pode ser aplicado a quente, como os asfaltos em bloco, ou aplicado a frio, como as emulsões e soluções, possuem espessuras variadas. Exigem aplicação em camadas superpostas, sendo observado para cada produto, um tempo de secagem diferenciado.

O sistema flexível de impermeabilização é normalmente empregado em locais tais como:

  • Reservatórios de água superior;
  • Varandas, terraços ecoberturas;
  • Lajes maciças, mistas ou pré-moldadas;
  • Piscinas suspensas e espelhos d’água;
  • Calhas de grandes dimensões;
  • Galerias de trens;
  • Pisos frios (banheiros, cozinhas, áreas de serviço).

Onde devemos impermeabilizar

  • Telhados e coberturas planas;
  • Terraços e áreas descobertas;
  • Calhas de escoamento de águas pluviais;
  • Caixas d’água, piscinas etubulações industriais;
  • Pisos molhados, tais como banheiros, cozinhas e áreas de serviço;
  • Paredes onde a água escorre e recebem chuva de vento;
  • Esquadrias e peitorais de janelas;
  • Soleiras de portas que abrem para fora;
  • Água contida no terreno, que sobre por capilaridade ou infiltra-se em solos abaixo do nível freático, entre outros.

Ligue e confira todas as vantagens:

Pensou em Limpeza de Caixa d’água, Pensou Hidromaster.

Ligue e confira: 22550649